No papel, o elenco comandado por Hernán Crespo é um dos melhores do país, mas o desempenho da equipe dentro de campo - principalmente no Campeonato Brasileiro - não é condizente. O São Paulo ocupa a 16ª colocação do Brasileirão e liga o sinal de alerta, tendo em vista que as demais equipes estão ampliando a vantagem e se consolidado no topo da tabela.

Além das questões que envolvem as quatro linhas, o Tricolor encontra dificuldades também no mercado da bola. Na tentativa de dar mais opções para Crespo, a diretoria busca a contratação de um centroavante, mas não está sendo fácil. Depois de tentar o retorno de Jonathan Calleri, o clube paulista buscou Darío Benedetto, do Olympique de Marselha, também sem sucesso.

Ainda tentando se reabilitar no Brasileirão, o Soberano recebeu o Palmeiras no Morumbi no primeiro jogo da série de três que terá contra o rival e vizinho da Barra Funda (dois válidos pelas quartas de finais da Libertadores). Em uma partida trucada e cheia de nervosismo, o São Paulo abriu o placar no fim do segundo tempo, mas a arbitragem viu impedimento de Miranda.

Ao término do confronto, o zagueiro negou que tenha interferido na jogada que originou o gol contra marcado por Gustavo Gómez. "No nosso ponto de vista não houve interferência. Eles fizeram gol contra sozinhos. De maneira nenhuma desviou a trajetória da bola ou impediu o defensor de tirar. Isso nos irritou, mas o jogo acabou", desabafou o capitão são-paulino.

Além do gol anulado, o São Paulo teve um pênalti marcado no primeiro tempo e após consulta ao VAR, o árbitro Luiz Flávio de Oliveira voltou atrás da sua decisão inicial. O resultado foi o suficiente para tirar o Tricolor da zona de rebaixamento, mas ainda pode ser ultrapassado por Sport e América-MG que ainda jogam na rodada.