Logo após encaminhar a venda de Matías Viña para a Roma, da Itália, por um valor de 11 milhões de euros, onde ficará com 57, 5% do valor total, o Palmeiras agiu rapidamente no mercado e além de contratar o lateral Jorge, está muito próximo de anunciar a contratação do uruguaio Joaquín Piquerez, do Penãrol. Para ficar com o ala, o atual campeão da Libertadores terá que pagar 3,8 milhões de dólares (cerca de R$19,77 milhões). O jogador deve chegar a São Paulo neste final de semana onde firmará um contrato de 5 anos. 

 

 

Quem gostou da contratação feita pelo diretor de futebol Anderson Barros foi o jornalista uruguaio Diego Muñoz, da ESPN Uruguai. Para o repórter, o ala é o substituto ideal para Matías Viña e aponta que o jogador vai crescer ainda mais jogando no Maior Campeão do Brasil. 

 


“O Palmeiras está levando substituto ideal para Matías Viña. Joaquín Piquerez é um grande jogador. Um futebolista com grande projeção internacional, que dará um salto qualitativo em sua carreira ao passar do futebol uruguaio ao brasileiro. Está destinado a ser o lateral da Seleção. Na verdade, ele teria sido convocado para compartilhar com Viña essa posição, mas uma lesão o deixou fora de partidas do Uruguai na Copa América e nas Eliminatórias" – explicou o repórter, que empolgou os palmeirenses a falar que o atleta tem experiência internacional e já venceu o Corinthians na Sul-Americana. 

 

 


 “Estamos falando de um atleta jovem, que chegou ao Peñarol e se firmou como grande jogador. Além de já ter experiência em competições internacionais, porque jogou uma extraordinária Copa Sul-Americana. Na fase de grupos, foi figura das duas vitórias sobre o Corinthians, assim como nos clássicos contra o Nacional na fase eliminatória”, ponderou o repórter que concluiu o assunto Piquerez falando sobre suas características. 

 

“Ele vai muito bem ao ataque e tem uma grande pegada. Associa-se de maneira permanente com quem joga aberto pela esquerda e consegue detectar os espaços para romper linhas. Se tivermos que analisar algum defeito, ainda ter que ser mais preciso nas tomadas de decisão. Às vezes quando vai ao ataque, cruza de maneira imprecisa. Porém, tem um grande arremate. Piquerez tem um grande senso de pertencimento e chega ao Palmeiras para deixar sua marca", concluiu