Nesta quinta-feira, 14, começa oficialmente a greve dos jogadores do Cruzeiro por causa de salários atrasados. Comissão técnica, jogadores e funcionários estão sem receber há meses por parte da diretoria celeste. Por causa do empate sem gols diante do Botafogo na terça-feira, 12, na quarta, foi folga. Então, a partir de quinta se inicia a paralisação. 

Em nota divulgada nas redes sociais o goleiro Fábio postou um comunicado para a torcida explicando o motivo do movimento celeste. Na publicação o ídolo conta que funcionários dependem da ajuda financeira dos jogadores, já que não estão recebendo os vencimentos. 

Enquanto os jogadores lideram o movimento e tomaram a decisão de não irem à Toca da Raposa treinar, o presidente do clube, Sérgio Santos Rodrigues, foi duramente criticado nas redes sociais. O mandatário não está no Brasil. Se encontra na Europa realizando cursos da Fifa. Inclusive, Rodrigues se manifestou. 

"É um desafio estar aqui neste momento do Cruzeiro porque, é claro que tem gente que vai falar disso, não falta quem critique sempre. Nossa, mas o Cruzeiro está na 10ª posição (na verdade, na 11ª) e o presidente está em Portugal. Como se isso fosse a pior das coisas e, por isso, que o Cruzeiro está na 10ª posição. As críticas a isso também não faltaram", disse em um vídeo compartilhado nas redes.

O Cruzeiro só volta a campo na próxima sexta-feira, 22, contra o Avaí, na Ressacada. Até lá resta aguardar quais ações a diretoria tomará para resolver o imbróglio e pagar o salário dos funcionários, jogadores e comissão técnica.