James Rodríguez deve deixar o ao Al-Rayyan, do Catar. O meia que chegou ao clube em setembro do ano passado e com vínculo com a equipe até 2024, estaria infeliz no Qatar e teria o interesse de deixar o Al-Rayyan segundo o site 'Calciomercatto’. O desejo do jogador seria retornar ao futebol europeu.

 

James Rodríguez chegou ao Al-Rayyan por 8 milhões de euros que na ocasião defendia o Everton. Valor investido pelo clube do Catar foi bem inferior aos 75 milhões de euros gastos pelo Real Madrid para tirá-lo do Monaco em 2014 após a Copa do Mundo. Desde então o jogador não vive seu melhor momento e está com a carreira em baixa, apesar de ser cobiçado por diversos clubes.

Atuando pelo Everton, James atuou em 27 jogos, marcando seis gol e nove assistências, um número que já era bem inferior ao vivido pelo meia no Real Madrid onde atuou em 29 partidas apenas na La Liga em sua primeira temporada com a equipe, na competição, na mesma temporada marcou 13 gols e concedeu 13 assistências. A presença do meia foi se tornando cada vez menor até que o atleta deixou os Merengues de graça.

Mas se no Everton, o jogador pouco atuou, no Al-Rayyan o meia teve um desempenho regular, mas pouco atuou. O colombiano atuou em 14 jogos, marcou cinco gols e concedeu sete assistências até o momento.

Agora o jogador busca respirar novos ares e retomar o seu grande futebol. E um dos principais interessados na contratação do jogador é o Botafogo. Segundo o jornalista colombiano Pipe Sierra, o Glorioso ofereceu 5 milhões de euros, cerca de 27 milhões de reais, ao Al-Rayyan. Em entrevista ao portal Lance!, Jhon Textor confirmou o interesse do alvinegro carioca na contratação do jogador.

“Estamos conversando com ele. Por enquanto é bem verbal, conversas onde ele poderia se encaixar (no projeto). Não é algo no "preto e branco", é uma proposta, tem uma conversa que acontece antes”, afirmou o mandatório que garantiu que seria um sonho contratar o jogador:

 

“Eu o amo. Meus filhos cresceram assistindo à seleção da Colômbia e ele era um dos jogadores favoritos deles. É raro ter a possibilidade de poder contratar um talento desse na América do Sul, acho que ele ainda tem muitos anos bons na Europa. Mas temos grandes sonhos, estamos passando por um momento de transformação no Brasil com a nova Liga. Pode ser uma longa tentativa, ele seria um jogador que transformaria tudo para gente, então nós vamos tentar”, afirmou Textor.

Segundo Pipe Sierra, o Botafogo precisa convencer o colombiano a voltar para o futebol sul-americano, já que o real interesse do atleta é voltar para o futebol europeu. Além do Botafogo o nome do jogador esteve relacionado a outras equipes como: Boca Junior, Fenerbahçe, Galatasaray e Junior Barranquilla.