A dois dias da final da Libertadores entre Palmeiras e Flamengo, o volante Felipe Melo enviou uma carta à torcida alviverde publicada no UOL Esporte. Nela, o jogador de 38 anos discorre sobre as principais polêmicas que marcou sua trajetória no clube paulista, o amor e a admiração que passou a ter pela equipe e a vontade de conquistar o bi continental. Além disso, houve tempo para falar um pouquinho sobre seu futuro. 

O contrato de Melo com o Palmeiras expira oficialmente em 31 de dezembro e, até o momento, a direção alviverde não chamou o jogador para conversar a respeito de renovação. Na carta, em tom de desabafo e de despedida na visão de muitos, ele deixa claro que pensa em jogar por mais dois anos profissionalmente. 

"Eu só estou pensando nesse troféu, não estou pensando nos próximos anos (...) O que sei é que vou jogar mais dois anos de futebol. E se eu tiver que sair do Palmeiras, que eu saia bicampeão da Libertadores", declarou Felipe ao colega Diego Iwata Lima, do UOL. 

O Bolavip Brasil apurou com fonte ligada à diretoria do Palmeiras que um dos empecilhos para Maurício Galiotte oferecer uma renovação ao jogador era exatamente a duração de eventual novo contrato. Na visão alviverde, o vínculo ideal seria válido por mais uma temporada, o que não agrada a Felipe. 

Por sua vez, o Internacional aguarda ansiosamente de longe, já que tem interesse no volante. De acordo com o colega Matheus D'Ávila, do portal Torcedores.com, já houve um encontro entre o diretor-executivo de futebol Paulo Bracks com o jogador em São Paulo. Na ocasião, uma oferta de dois anos foi realizada.

Apesar das dificuldades financeiras do Internacional, a busca por fechar o negócio faz com que o clube faça um esforço financeiro. Logo, a proposta buscou aproximar os valores hoje recebidos no Palmeiras, ou seja, em torno dos R$ 700 mil mensais