Aos 46 minutos da etapa final, Nino Paraíba marcou o gol de falta que decretou o empate diante do Flamengo na Arena Castelão. O jogador não começou jogando e entrou na reta final para decidir o resultado para o Vozão. Em coletiva após a partida, o técnico Dorival Júnior elogiou a dedicação da equipe e mandou recado para a torcida, que compareceu em peso ao jogo. 

 

“A torcida veio com a gente, foi um pedido que foi feito. O papel do torcedor foi o diferencial. Fomos até o último instante buscando o gol adversário. Quero enaltecer o trabalho do Departamento Físico, desenvolvendo um trabalho muito interessante, que faz com que joguemos até o limite, até o último momento. A equipe está começando a encontrar um caminho. As últimas derrotas que tivemos não caracterizam o que foram as partidas”, revelou o treinador. 

O treinador ainda explicou sobre as perdas na equipe. Messias sequer entrou em campo, já que pediu para ser substituído antes da bola rolar. Enquanto isso, Vina sentiu nos primeiros minutos de partida e foi substituído pelo atacante Zé Roberto. O treinador explicou a situação dos dois jogadores e enumerou a quantidade de lesionados, que estão fora de combate na equipe. 

“Messias aqueceu. Ele estava preparado para jogar. Infelizmente algo aconteceu que ele não tinha segurança. Nós optamos por tirá-lo para que a gente não corra um risco maior. São dez jogadores fora de combate, contando com o Vina”, continuou o treinador do Ceará, que ainda segue sem vencer em casa pelo Campeonato Brasileiro. Com o resultado, a equipe segue no Z-4. 

Com bons aproveitamentos nas copas, onde o time está 100% na Sul-Americana e avançou para as oitavas-de-final da Copa do Brasil com duas vitórias sobre o Tombense. No Brasileirão, a equipe venceu apenas na estreia por 3 a 2 sobre o Palmeiras. Agora a equipe volta a focar na Sula, onde recebe o General Caballero-PAR, novamente no Castelão. Já na Série A, o time visita o Santos no próximo sábado (21), na Vila Belmiro.