Há cerca de 4 meses, o Grêmio oficializou a venda do lateral direito Vanderson, de 20 anos, ao Monaco, da França, por cerca de 12 milhões de euros (aproximadamente R$ 76 milhões na cotação daquela época). O lateral alternou momentos de titularidade e reserva na última temporada, realizando 52 jogos com quatro gols e quatro assistências no primeiro ano em que foi figura fixa no elenco de cima.

 

 

Seguindo essa linha, buscando mais receitas com negociações envolvendo jovens jogadores, espera-se conseguir sucesso na próxima janela de transferências. A expectativa cresce nos bastidores e algumas opções são analisadas, mas aparentemente um guri surge como o principal envolvido, podendo mudar de ares em breve, pois está nos planos da diretoria.

 

 

Trata-se de Gabriel Grando, que gerou uma grande preocupação na manhã da última terça-feira (3), após sentir um desconforto no punho esquerdo, sendo obrigado a abandonar o treinamento mais cedo. Ainda não existem confirmações sobre a gravidade, mas é algo que preocupa muito, justamente pensando em envolvê-lo em negociações nos próximos meses.

 

 

Depois de ser especulado no Sassuolo, da Itália, o jovem aguarda uma proposta oficial para que possa ser negociado. Importante salientar que o Imortal deve aceitar um acordo, apenas caso seja oferecido algo na faixa dos 5 milhões de euros (R$ 26 milhões na cotação atual). Com essa grana conseguiria bancar a folha paralela e pagar as contas deixadas pela Série B.

 

 

A intenção principal é evitar novos atrasos salariais, como aconteceu em dezembro de 2021, com o direito de imagem dos jogadores. Com boas atuações nos últimos 3 jogos pelo Campeonato Brasileiro, o foco é manter o ritmo acelerado, justamente para chegar o mais rápido possível no principal objetivo dessa temporada: o acesso.