O mercado de transferências recente foi bastante agitado, tendo o Grêmio como um dos protagonistas, anunciando reforços e buscando encontrar novas opções para Renato Portaluppi. Mas não foi só desta vez que o Tricolor esteve atento ao mercado.

 

 

Considerado um grande destaque da base do Coritiba no começo da década passada, Lucas Mendes passou dois anos no Olympique de Marselha antes de ir para o Catar. O zagueiro de 30 anos, atualmente no Al-Wakrah, pensa em se naturalizar catariano e sonha jogar a Copa do Mundo de 2022, que será realizada no país.

 

 

“Claro que se surgisse um convite ficaria muito feliz. Primeiramente, penso em dar o meu melhor no clube e deixar as coisas acontecerem, quem sabe não venha um convite”, disse o jogador, em entrevista aos canais "ESPN".

 

 

Desde a temporada 2014/15 atuando no continente asiático, o brasileiro teve algumas ofertas para deixar o país, inclusive do Imortal, mais de uma vez, mas por alguns motivos que não chegou a citar, acabou permanecendo fora do Brasil.

 

“Eu tive algumas chances até de voltar para a Europa. Depois, o Grêmio tentou duas vezes e não deu certo por vários motivos. Eu acredito que uma delas tenha sido em 2016, quando o treinador era Roger [Machado] se não estou enganado”, confirmou.