O meio-campista Edenilson curte a boa fase no Internacional e artilharia do Campeonato Brasileiro, alcançada com o gol decisivo anotado diante do Fortaleza, que garantiu a vitória por 1x0 e um salto na classificação para a equipe do técnico Diego Aguirre. Em alta, o camisa 8 alterou os planos para o futuro após ficar próximo de deixar o Beira-Rio nas últimas janelas de transferências. 

A convocação da Seleção Brasileira para a disputa das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar em 2022 mexeu com o volante. Conforme o jornalista Leonardo Oliveira, do portal "GaúchaZH", Edenilson percebeu que precisa manter o alto nível em um futebol competitivo para seguir no radar da comissão técnica de Tite

O meio-campista, de 31 anos, que foi convencido pelo presidente Alessandro Barcellos a permanecer no clube após a mais recente proposta do Mundo Árabe, retornou diferente da Seleção. No dia-a-dia do CT Parque Gigante, Edenilson já deixou clara a obsessão de manter o alto nível atuando pelo Colorado

Nos bastidores, o Internacional já tem ciência de que precisará mexer no contrato do jogador. O vínculo atual, renovado em novembro de 2020, garantiu uma valorização salarial e tem duração até 2023. Um dos próximos passos será alinhar Edenilson aos principais vencimentos do elenco - o valor não está muito distante do teto.

A grande preocupação e que liga o alerta, no entanto, é a baixa multa rescisória. No último acordo, o preço foi reduzido para 3,5 milhões de euros (cerca de R$ 21,86 milhões na conversão atual). Na volta da rodada das Eliminatórias para a Copa, Edenilson se mostrou agradecido, principalmente ao presidente Barcellos.