O relógio já estava se aproximando do fim da partida quando Fred tomou a bola no campo de defesa do Villarreal e ela foi para os pés de Cristiano Ronaldo, quase mansa, como se esperasse ser bem tratada pelo atacante do Manchester United. Acostumado a fazer gols — são 140 só na Champions — ele bateu com tranquilidade, por cima do goleiro adversário, e balançou a rede.

Esse tipo de lance vem se repetindo especialmente na Champions League, já que o Manchester United tem uma grande dependência de Cristiano Ronaldo. Ele balançou a rede em todas as partidas do clube, que soma três vitórias, um empate e uma derrota, e já está classificado para o mata-mata.

Mas, de acordo com levantamento do jornal inglês The Sun, Cristiano é o primeiro a fazer gols no final de três partidas na história da Champions League. Ele resolveu as duas partidas contra o Villarreal (na primeira, o clube venceu com gol dele aos 50 minutos) e fez o gol de empate contra a Atalanta aos 36. Ele também fez gols contra Young Boys (derrota) e Atalanta (vitória).

A conta específica em levantamentos de dados Opta confirmou: “O gol de Ronaldo contra o Villarreal foi a terceira vez em que ele fez o gol da vitória nos últimos 15 minutos de um jogo da Champions League nessa temporada — o maior número de um jogador numa só temporada da competição (excluindo o tempo extra)”.

O próprio CR7 falou sobre o seu sentimento em fazer mais um gol decisivo logo na Espanha, onde brilhou pelo Real Madrid: “Sempre bom jogar na Espanha, muito bom ganhar na Espanha. É satisfatório fazer gols aqui na Espanha, um país onde eu sempre me senti especial. Parabéns aos jogadores pela grande vitória, que nos coloca onde merecemos! Somos Manchester United e não vamos parar de lutar por esse clube”.