O Eintracht Frankfurt riu por último na decisão da Liga Europa de 2021-22 e se sagrou campeão após bater o Rangers, nos pênaltis, por 5 a 4, após empate no jogo por 1 a 1. O duelo foi marcado por muito equilíbrio, com o ex-atacante do River Plate, Rafael Borré, acertando a cobrança decisiva, que deu o troféu aos alemães.

A partida começou com muito equilíbrio, mas sem muitas grandes chances. Sem conseguir criar muito, o Rangers viu o Eintracht Frankfurt tomar a iniciativa e usar os dois lados do campo para atacar, com os alas Knauff, na direita, e Kostic, na esquerda. No entanto, a primeira metade do tempo normal terminou sem gols.

No segundo tempo, os dois times passaram a alternar momentos de ataque, e os gols saíram, ambos com erros defensivos do adversário. Quem abriu o placar foi o Rangers, após cabeceio errado em recuo do volante Sow, do Eintracht Frankfurt. A bola enganou o zagueiro Tuta e ficou melhor para o atacante Aribo, do time escocês, marcar frente a frente com o goleiro Kevin Trapp.

Doze minutos depois, foi a vez de o time alemão aproveitar um vacilo do adversário. Em cruzamento de Kostic, da esquerda, os zagueiros do Rangers não agiram: enquanto Goldson, que teve a chance de interceptar o passe, não o fez, Bassey não percebeu a entrada de Rafael Borré na área. O colombiano chegou mais rápido que o rival e mandou a bola para a rede.

Com a prorrogação e alguns jogadores trocados, o ritmo dos dois times abaixou, mas o Rangers voltou a tomar a dianteira nos minutos finais. Enquanto o Frankfurt chegava com finalizações de média ou longa distância, a equipe escocesa conseguiu uma chance de ouro, a poucos minutos do fim, em que o goleiro Trapp fez grande defesa, frente a frente com Ryan Kent.

Nas penalidades, a situação foi resolvida ainda entre os cinco batedores de cada equipe. No lado alemão, todos os cinco jogadores acertaram suas cobranças, enquanto o ex-Arsenal, Aaron Ramsey, foi o único a parar no goleiro, quando Trapp salvou a cobrança do galês. O curioso é que Ramsey havia entrado, basicamente, para cobrar o pênalti, mas não converteu sua batida. 

O título da Liga Europa é o segundo do Eintracht Frankfurt na sua história. O primeiro foi em 1979-80, batendo o também alemão Borussia Mönchengladbach. Já o Rangers chegou à segunda decisão de Liga Europa, com a segunda derrota, já que em 2007-08 a equipe foi batida pelo Zenit na decisão.

Ficha técnica do jogo

Eintracht Frankfurt 1 (5) x (4) 1 Rangers

Motivo: final da Liga Europa de 2021-22
Estádio: Ramón Sánchez Pizjuán, Sevilha
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Slavko Vincic

Eintracht Frankfurt: Trapp; Touré, Tuta (Hasebe) e Ndicka (Lenz); Knauff, Rode (Jakic), Sow (Hrustic) e Kostic; Lindstrom (Hauge), Kamada e Rafael Borré. Técnico: Oliver Glasner

Rangers: McGregor; Tavernier, Golson, Bassey e Barisic (Roofe); Lundstram, Ryan Jack (Davis) e Kamara (Arfield); Wright (Sakala, que depois saiu para entrar Ramsey), Kent e Aribo (Sands). Técnico: Giovanni Van Bronckhorst

Gols: Joe Aribo, aos 12’ do 2º tempo (sem assistência);
Rafael Borré, aos 24’ do 2º tempo (assistência de Filip Kostic)

Cobranças de pênalti convertidas: Lenz, Hrustic, Kamada, Kostic e Borré (FRA); 
Tavernier, Davis, Arfield e Roofe (RAN)

Cobrança de pênalti perdida: Ramsey (RAN)

Cartões amarelos: Joe Aribo (RAN, aos 17’ do 2º tempo) e Scott Wright (RAN, aos 28’ do 2º tempo)