arrow_drop_down
search
Foto: Reprodução/SporTV

Futebol Vasco

Cano extravasa com gol na frente do assistente e vídeo agita a web; Vasco protesta contra interferência externa da arbitragem

Minutos antes do gol, centroavante havia reclamado de anulação de gol de Pec por interferência externa - Copa do Brasil não tem VAR nessa fase. Bandeirinha teve que aguentar o desabafo do artilheiro pouco depois

Bolavip

Foto: Reprodução/SporTV

Foto: Reprodução/SporTV

O Vasco avançou às oitavas de final da Copa do Brasil na tarde desta quarta-feira (09) ao empatar por 1 a 1 com o Boavista, em São Januário. Como tinha vencido em Bacaxá no jogo de ida por 1 a 0, o time de Marcelo Cabo segue vivo na disputa pelo título. O gol cruz-maltino foi marcado pelo artilheiro Germán Cano, que chegou ao nono tento em 15 jogos na temporada.

Desde que desembarcou na Colina, o centroavante argentino já marcou 33 gols em 65 partidas com a camisa vascaína. Na comemoração, o camisa 13 fez questão de provocar o assistente, que minutos antes participou de lance primordial do duelo.

Gabriel Pec havia empatado, mas a arbitragem, após minutos de indecisão, anulou, alegando toque de mão de Cano. "Cano faz o movimento com o braço esquerdo, e a bola sobra para o Pec fazer o gol. Toque claro na mão do Cano. O gol foi irregular. Tem que saber como foi essa tomada de decisão. Demorou muito" , diz Paulo César de Oliveira, comentarista de arbitragem do SporTV na transmissão. 

As imagens, de fato, confirmaram a irregularidade, mas os dirigentes e comissão técnica vascaínos reclamaram de inteferência externa. Vale lembrar que a atual fase da Copa do Brasil não dispõe ainda o VAR. 

Nas redes sociais, os vascaínos foram à loucura pela suposta interferência de imagens externas, mas a raiva diminuiu com o gol de Cano, que lavou a alma em São Januário. E sobrou para o bandeira. 

Confira!

Temas:

Leia também


Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.