arrow_drop_down
search
Bellintani teve uma conversa com o elenco e comissão técnica após a goleada contra o Flamengo – Foto: Flickr Oficial Esporte Clube Bahia – autor: Felipe Oliveira

Futebol Bahia

Bellintani coloca o dedo na ferida sobre goleada: “entramos expostos”; presidente abordou elenco após vexame

Em entrevista para a rádio Metrópole FM, presidente fez um análise do Esquadrão pós partida contra o Flamengo

Bolavip

Bellintani teve uma conversa com o elenco e comissão técnica após a goleada contra o Flamengo – Foto: Flickr Oficial Esporte Clube Bahia – autor: Felipe Oliveira

Bellintani teve uma conversa com o elenco e comissão técnica após a goleada contra o Flamengo – Foto: Flickr Oficial Esporte Clube Bahia – autor: Felipe Oliveira

A goleada que o Esquadrão sofreu diante do Flamengo, na última rodada do Brasileirão reverberou no Tricolor e acendeu a fogueira das insatisfações não apenas na torcida do Maior do Nordeste, como também provocou incômodos e olhares críticos do presidente do clube, Guilherme Bellintani. Em entrevista à rádio Metrópole FM, o presidente comentou sobre o resultado de uma noite a ser esquecida no Baêa.

Para Bellintani, o grande erro do Esquadrão no duelo diante da equipe carioca foi ter entrado em campo “exposto”, sem levar em consideração, que o adversário tinha um sistema ofensivo de bastante força.

“A gente passa por um momento de dificuldades. Jogamos sem três ou quatro jogadores que vinham jogando habitualmente. Sofremos com isso. O que estou falando aqui, também foi discutido com jogadores e comissão técnica e acho que fomos com uma forma de jogar um pouco exposta para um time que tem a qualidade técnica do Flamengo. Se a gente for observar, os últimos jogos com o Flamengo foram de muitos gols: 4x3, 5x3, 3x0. É uma pena que dessa vez a gente não tenha feito nenhum, mas foram jogos sempre com muitos gols. Com a qualidade que o Flamengo tem empolgado pela chegada de Renato Gaúcho, e a gente entrando com o time um pouco mais exposto e sem alguns titulares, a conjuntura foi muito desfavorável para nós”, detalhou o presidente Tricolor.

O presidente foi além e destacou que o mais importante, depois de um revés dessa magnitude, é entender o que permitiu que isso acontecesse. Entretanto, também enfatizou que é fundamental tirar o peso da derrota por um elástico placar:

“O que tem que olhar é ver exatamente os motivos disso tudo, corrigir e buscar não abalar a confiança do time. O time vem com uma confiança grande, pontuando entre os 10 primeiros do campeonato desde a primeira rodada. A gente quer se manter com esse objetivo. É o tipo de resultado que tem que nos ensinar muito, mas não pode virar um peso em nossas costas. Tem que entender que passou, aprender com isso, mas rapidamente tirar esse peso das costas e trabalhar para os dois jogos com o Atlético Mineiro”, finalizou.

O próximo compromisso do Bahia acontece no domingo (25), diante do Atlético-MG, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro. Na sequência, o Esquadrão enfrenta novamente o Galo, em duelo válido pela primeira partida do confronto pelas oitavas de final da Copa do Brasil, jogo que acontece na quarta-feira (28), também no Mineirão.

Temas:

Leia também


Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.