Após a confirmação da venda da SAF (Sociedade Anônima do Futebol) ao empresário John Textor por meio de votação dos sócios, a torcida do Botafogo poderá ver uma peça importante neste tabuleiro deixar o clube. Segundo a informação do jornal O Globo, o CEO do clube, Jorge Braga, já cogita sair do Glorioso depois de atingir o objetivo que deverá alavancar o futebol botafoguense.

"O projeto da Botafogo S/A não começou agora, veio de 2019, mas no meu entender precisava de uma clara demonstração de que o Botafogo tinha gestão, capacidade de fazer, transparência, seriedade, para poder enfrentar essa nova era", disse Jorge Braga em manifestação gravada à torcida do Botafogo. O cartola está com suspeita de Covid-19 e não pôde estar presente nesta sexta-feira (14).

Observando o próprio discurso e as palavras de Braga, é possível notar um tom de despedida do CEO, que ocupa o cargo desde março de 2021. O profissional se destacou pela boa relação com John Textor, o que certamente fez com que o processo da venda da SAF fosse facilitado.

"Hoje, 14 de janeiro, é um marco para o Botafogo e um marco pessoal para mim. Hoje um ciclo se encerra. Sinto-me muito feliz, muito contente, mas também muito emocionado e realizado por ter completado o que talvez tenha sido o maior desafio profissional da minha carreira. Saudações botafoguenses e vida longa ao Botafogo", discursou Braga.