Thiago Larghi 'surgiu' no futebol em 2018, após comandar o Atlético Mineiro, também passou brevemente pelo Goiás. O treineiro viajou a Europa e buscou mais informações e aprendizado futebolísticos, visitou Clubes, assistiu jogos na Alemanha, Bélgica, Portugal e Inglaterra, em entrevista o treinador falou da importância da experiência que viveu, sobre a troca de informações com os demais treinadores.

 

"Esse contato gera troca de informações em que um acrescenta novos métodos e um profissional puxa o outro para cima e eleva o nível da competição. Nos países em que visitei, vi o futebol bem organizado e é tudo o que a gente deseja realizar no Brasil." Larghi também falou sobre o Manchester City, um dos times que visitou e pode conhecer de perto o trabalho que vem sendo feito por Pep Guardiola: "Pude trocar conhecimento sobre estratégia, tática, modelo de jogo. É algo que vai à linha de construirmos e procurarmos a excelência."

 

O treinador também ressaltou as diferenças existentes entre o futebol brasileiro e o europeu, principalmente no quesito técnico: “As equipes possuem um padrão de treino e de jogo mais claro. Com isso, elas têm mais confiança para iniciar as novas ações que são pré-determinadas. Isso ocorre de forma mais automática, pois o treinador tem mais tempo de trabalho, o atleta tem mais confiança e isso faz acelerar a velocidade.”

 

Para a próxima temporada, o comandante almeja receber propostas de trabalho onde poderá colocar em prática tudo que aprendeu, além de ter tempo hábil e toda confiança para desenvolver da melhor forma, além de claro, conquistar resultados e títulos expressivos para o coroar. Thiago Larghi chegou ao Atlético Mineiro em 2017, foi efetivado em 2018 após Oswaldo de Oliveira ser demitido sendo efetivado após 4 meses no comando, em outubro deixou o Clube e Levir Culpi assumiu seu lugar. Foi contratado pelo Goiás em 2020, onde ficou apenas 38 dias no cargo.