Sebastian Vettel deu adeus à Fórmula 1 no GP de Abu Dhabi deste domingo (20). O tetracampeão, que recebeu homenagens ao longo do fim de semana, terminou a corrida na 10ª posição, marcando um ponto em sua despedida da categoria. O alemão admitiu sentir um "vazio" quando cruzou a linha de chegada pela última vez e deixou claro que existe "coisas muito maiores" do que o automobilismo

"Não tenho muito mais a dizer, me sinto vazio para ser sincero. Foi, obviamente, um grande fim de semana. Estes últimos dois anos foram decepcionantes para mim do ponto de vista esportivo, mas úteis e grandes para mim na minha vida. É um grande privilégio estar na posição que estamos - e, com isso, temos certas responsabilidades. Quero que os outros pilotos continuem o bom trabalho. É ótimo ver que temos o poder de inspirar o público com o que dizemos e fazemos", disse Vettel, em entrevista na pista de Yas Marina após a corrida. Ele chegaria a fazer um "zerinho" com o carro à frente do público para celebrar a despedida.

Pela Aston Martin, o alemão viveu duas temporadas diferentes do que estava acostumado na Red Bull e na Ferrari, equipes em que disputava as primeiras posições com frequência. Desde então, ele começou a ganhar destaque através de seu engajamento em diversas causas, como nas questões sociais, ambientais e na luta antirracista. Fora da F1, ele espera que os pilotos do grid continuem levando essas pautas adiante. 

"Acho que há coisas muito maiores e muito mais importantes do que correr em círculos, mas obviamente isso é o que amamos. Por isso, se pudermos transferir alguns dos valores realmente importantes na vida… Muito obrigado pelo apoio, obrigado por todas as mensagens, cartas e todo o amor em geral. Vou sentir falta disso. Tem sido uma alegria absoluta ao longo da minha carreira, então obrigado", afirmou o alemão. 

Por enquanto, Vettel não divulgou se irá correr em alguma categoria no próximo ano ou, também, se pretende tirar um ano sabático das pistas.