Sergio Pérez lutou, mas não conseguiu chegar à frente de Charles Leclerc no GP de Abu Dhabi deste domingo (20). O mexicano completou a corrida na 3ª posição, logo atrás do ferrarista. O resultado garantiu que o monegasco fosse o vice-campeão, disputa que estava empatada com o piloto da Red Bull e teve o seu último capítulo em Yas Marina. Após o GP, Pérez se mostrou consciente e tranquilo com a "derrota"

"As coisas são como são. Tem vezes que as coisas ficam muito próximas, mas não acontecem. No fim, tenho de ficar feliz. Dei meu máximo, a equipe deu o máximo o ano todo, sei que estaremos ainda mais fortes ano que vem", disse o mexicano. No Mundial de Pilotos, Pérez terminou com 305 pontos, três abaixo de Leclerc, com 308. Ele ganhou as provas de Mônaco e Singapura na temporada, ambos circuitos de rua. 

O mexicano chegou a indicar um problema que necessita ser melhorado para 2023: o desgaste dos pneus. De acordo com ele, isso acabou sendo um obstáculo para o seu desempenho durante a temporada. Apesar disso, ele conquistou 11 pódios ao longo das 22 etapas do campeonato. 

"Tivemos ótimos momentos, ótimas disputas. Acho que sofremos com os pneus em corridas durante o ano, esperamos melhorar nisso em 2023. Mas precisamos ser mais fortes no geral", afirmou Pérez, que segue como piloto da Red Bull até o fim da temporada de 2024.