Seja no poker live ou no online quando um jogador se inscreve em um torneio ele deve estar preparado para viver muitas emoções. Desde o começo da competição, onde os atletas possuem o mesmo stack, as blinds ainda são baixas e as possibilidades de jogo são infinitas, até a chamada “bolha” da premiação, um dos momentos mais eletrizantes de um evento.

Normalmente um torneio de poker premia apenas 10% do field. A matemática é bem simples, se a disputa teve 1000 jogadores, por exemplo, somente 100 deles saíram lucrando. E quando restam 101 jogadores é que acontece a “bolha” da premiação. Isto é, logo após a próxima eliminação todos os participantes entram no dinheiro.

Nesses momentos os jogadores profissionais costumam se sobressair, identificam na mesa aqueles que estão loucos para pegar uma fatia do bolo e passam a explorar os adversários. Esse é um momento perfeito para aumentar o stack e conseguir uma vida longa na disputa. Mas cuidado: as vezes o feitiço pode virar contra o feiticeiro e “o bolha” pode ser quem antes estava apertando o joguinho.

Em alguns torneios como o Main Event da WSOP o último jogador eliminado antes de entrar na premiação não sai de mãos abanando. Ele acaba ganhando um buy-in para disputar a próxima edição da competição, no ano seguinte. Essa foi uma forma encontrada pela direção da série para amenizar a dor de estourar uma bolha tão aguardada.

Um torneio de poker tem outras bolhas no formato. Geralmente uma mesa final é composta por nove jogadores, portanto quando sobram dez na disputa temos a bolha da mesa final. Caso a competição reserve troféus para os três primeiros colocados, outra bolha acontece no 4-handed. Todas elas são duras de engolir para um jogador de poker e acredite, você não vai querer estar nessa situação.