Bahamas se tornou a capital do poker nos últimos dias. Após um hiato de 4 anos, o PokerStars voltou a realizar no país do Caribe uma série de torneios internacionais. O salão do Baha Mar Resort é o palco de três séries: a primeira etapa de 2023 do BSOP (campeonato brasileiro de poker), o PCA (PokerStars Caribbean Adventura) e o PSPC (PokerStars Players Championship). Não demorou muito e o Brasil já colocou a bandeira verde e amarela no topo do pódio.

O responsável pela primeira cravada internacional da temporada foi Tauan Naves. O jogador do “Like a Boss Poker Team” é um especialista no jogo online e já conversou com o Bolavip Brasil sobre este assunto. Migando para o jogo presencial, ele foi o campeão do Evento #11 do PCA (US$ 20.000 Knockout – US$ 10.000 Bounty – Freezeout).

Com o buy-in elevado e a estrutura bem apertada (15 minutos de blind), o field da disputa foi pequeno, apenas 22 entradas. O resultado rendeu ao brasileiro uma forra de US$ 97.932. Em entrevista ao SuperPoker, o campeão afirmou que agora pode disputar toda a reta de maneira bem mais tranquila, já que a premiação vai bancar as entradas dos torneios que ele pretende disputar.

Para ser campeão, Tauan precisou bater no heads-up o búlgaro Ognyan Dimov, que precisou se contentar com a medalha de prata e uma forra de US$ 66.300. O Brasil ainda colocou outro representante no pódio, Pablo Brito, do 9Tales, foi o 3º colocado e ficou com o prêmio de US$ 36.900.

Confira a classificação final:

1 – Tauan Naves – US$ 97.932
2 – Ognyan Dimov – US$ 65.300
3 – Pablo Brito – US$ 36.900
4 – Johan Guilbert – US$ 24.600