O Hall da Fama do Poker agora possui um 60º membro. O israelense Eli Elezra, dono de 4 braceletes da WSOP, desbancou nomes como Antonio Esfandiari, Ted Forrest, Mike Matusow, Michael Mizrachi e o falecido Layne Flack para ser eleito através de uma votação feita pelos notáveis como o mais novo pertencente da lista de figurões do esporte da mente.

O clube mais exclusivo de jogadores de poker é composto pelas pessoas que de alguma forma incentivam o esporte. Alguns de seus representantes são Doyle Brunson, Daniel Negreanu e a lenda Stu Ungar, já falecido. A revelação do novo membro desse clã aconteceu pouco antes do segundo dia de mesa final do Main Event da WSOP.

"Incrível, incrível, obrigado", disse o agradecido Elezra ao PokerNews quando questionado sobre como se sentiu ao ser incluído no Hall da Fama do Poke após todos esses anos. "Estar ao lado de Phil Ivey e Daniel Negreanu, Phil Hellmuth, Barry Greenstein, e até mesmo Jack McClelland, Mori Eskandani, todas essas pessoas ... Eu finalmente consegui”, concluiu.

Segundo o The Hendon Mob o novo “imortal” já conquistou US$ 4.596.292 em torneios ao vivo. Esse ano ele ficou quarto lugar no Poker Payers Championship da WSOP, arrumando uma forra de US$ 286.983. O último bracelete conquistado por ele foi em 2019, no Evento #20 (US$ 1.500 Seven-Card Stud) ao bater Anthony Zinno no heads-up.

“Gostaria de começar agradecendo todos os membros vivos do Hall da Fama do Poker pela sua gentileza em me selecionar para ganhar este prêmio”, disse Elezra. “É surreal estar de volta aos feltros e jogar pessoalmente com alguns dos mais influentes jogadores este ano. Estou muito animado para levar esse troféu para casa e me planejar para a próxima WSOP em alguns meses”, completou.