O Palmeiras, nos últimos anos, conseguiu montar um elenco de muita qualidade, que entrosou de forma fantástica, aplicando da melhor forma possível as orientações passadas e levantando uma série de títulos. A equipe comandada por Abel Ferreira seguiu o ritmo nessa temporada e segue sendo considerada favorita em todas as competições.

 

 

Para que esse nível continue, os dirigentes buscam mais contratações, especialmente em posições desejadas pela comissão técnica, que analisa o que vem se mostrando mais carente nos bastidores. Por outro lado, garantir a permanência das peças disponíveis atualmente é outro foco principal, até porque todo esse protagonismo sempre chama a atenção dos gigantes europeus.

 

 

Porém, a luta parece ser até mesmo com o desejo dos próprios jogadores, justamente pela vontade de jogar na Europa, ainda mais os que tem idade considerada "baixa". Um desses casos, atualmente, é de Gustavo Scarpa, que vê sua renovação travada, muito em decorrência de algumas possibilidades fora do cenário brasileiro.

 

 

Aos 28 anos de idade, o meia falou recentemente, em entrevista ao quadro "Abre Aspas", do GloboEsporte.com, que se considera no momento certo para sair do Brasil:

"Não tem como não colocar na balança a qualidade de vida num país europeu. Eu penso muito nisso também. É a questão profissional e também de... mano, ter essa experiência longe do país. Acho que estou na idade certa, sabe? Quero viver isso enquanto sou jovem. Não queria esperar até 40, 50 anos para viver em outro país. E sei lá, queria conhecer outra cultura", salientou "Scarpinha".

 

 

Colecionando oito assistências (líder no quesito dentro do elenco), além de seis gols em 2022, o camisa 14 tem 202 jogos pelo Verdão e deve ser novamente titular nesta quinta-feira (16), quando a equipe do Palestra Itália recebe o Atlético-GO, às 18h (de Brasília), no Allianz Parque, defendendo a liderança do Campeonato Brasileiro.