Mesmo com um susto no final do primeiro tempo onde o Atlético Goianiense abriu o placar, o Palmeiras não tomou conhecimento do time goiano e bateu o Dragão por 4 a 2, no Allianz Parque, chegou aos 25 pontos e disparou na liderança do Brasileirão com 25 pontos, três a mais que o vice-líder Corinthians. A fase é tão boa que mesmo se perder a próxima partida, segunda-feira (20), para o São Paulo, no Morumbi, o Verdão será o líder do torneio nacional. 

Isso é fruto de um trabalho longevo de Abel Ferreira que até aqui já temos 5 títulos com o Palmeiras: Duas Libertadores, um Paulistão, uma Copa do Brasil e uma conquista inédita pro clube: a Recopa Sul-Americana. Mesmo com todos esses feitos no futebol brasileiro, o português parece não ser unanimidade no país. Isso porque o técnico Jorginho, do Atlético Goianiense acredita que Jorge Jesus fez um trabalho superior ao do conterrâneo na época que trabalhou no Flamengo

 

 

Em entrevista à ESPN nesta sexta-feira (17), o comandante do Atlético Goianiense analisou os dois treinadores portugueses. Na visão do profissional, Jorge Jesus era maior ofensivo e vitorioso do que Abel. Por fim, o medalhão afirmou que o Alviverde tirou a vitória do Dragão muito mais pela capacidade individual dos atletas do que pelo trabalho de Abel Ferreira a frente da equipe

 


 

 

“É muito bom ter outros treinadores aqui que trabalham de forma diferente. Você vê que o Jorge Jesus, que trabalhou no Flamengo, tinha uma forma totalmente diferente de jogar. Um sistema totalmente de jogo diferente do Abel e foi vitorioso. O Abel tem um trabalho totalmente diferente, reativo. A minha equipe, com 41 minutos eu tinha 61% de posse de bola, contra 39% deles e mesmo assim eles conseguiram virar o placar. Claro que tem muito a ver com a qualidade individual dos atletas também", concluiu o comandante do time goiano.