Antes banido da Valve, competição de e-sports, “vsm” pode voltar a participar ativamente do mundo dos games. Ainda criança, ele foi punido pela organização com um VAC Ban, mas a situação mudou com a atualização de elegibilidade dos jogadores. Agora, aqueles punidos há mais de cinco anos podem voltar a competir.

O jogador de CS:GO se destacou no período enquanto jogava pela Detona, e teve seu principal momento em 2020, quando representou o MIBR junto com Leonardo “leo_drk”, Lucas “LUCAS1”, Vto “kNg” e Alencar “trk”. Eles seguem juntos em busca de uma organização, que atualmente tem o nome de “O Plano”.

“Vsm” começou a ser investigado em 2018, quando atuava pela Detona. Uma denúncia fez com que seu perfil fosse dissecado pela Electronic Sports League (ESL), sendo encontrado um banimento do Valve Anti-Cheat (VAC) de sete anos atrás, quando tinha apenas 13.

Veja a nota oficial da Valve sobre o caso:

"Agora que estamos entrando na temporada de 2021 do RMR, decidimos revisitar alguns dos nossos termos do evento. Até hoje, jogadores estavam inelegíveis para participar em campeonatos da Valve se eles receberam um VAC ban no CS:GO. Esses termos não recebiam uma atualização desde que o jogo foi lançado e todos os banimentos no jogo eram relativamente recentes. Mas agora eles já podem ter mais de oito anos, então decidimos atualizá-los. A partir de agora, um VAC ban só vai desqualificar um jogador de um evento se ele foi recebido a menos de cinco anos ou se aconteceu após a primeira participação do atleta em um campeonato da Valve (seja um qualificatório um um evento RMR). Note que os VAC bans continuam na linha com todos os outros efeitos; a única coisa que mudamos é a elegibilidade em torneios oficiais. Existem outras razões para um jogador não poder participar de um campeonato da Valve. Estas continuam sem nenhuma alteração. Esperemos que vocês estejam tão animados como nós estamos com os eventos de RMR de 2021. Continuem ligados nas próximas informações agora que estamos próximos do Major de Estocolmo neste outono".