Nesta terça-feira (24), a Riot Games comentou um pouco mais sobre o caso de hackers terem furtado códigos-fonte dos jogos League of Legends (LoL) e TFT. A desenvolvedora soltou um comunicado informando sobre o assunto. Confira na íntegra a seguir:

“No fim de semana, nossa análise confirmou que os código-fontes de League, TFT e uma plataforma anti-cheat foram furtados pelos invasores. Hoje, recebemos um e-mail de resgate. Desnecessário dizer que não vamos pagar.

Embora esse ataque tenha interrompido nosso ambiente de desenvolvimento e possa causar problemas no futuro, o mais importante é que continuamos confiantes de que nenhum dado ou informação pessoal dos jogadores foi comprometida.

Qualquer exposição do código-fonte pode aumentar a probabilidade de surgimento de novos cheats. Desde o ataque, trabalhamos para avaliar seu impacto no anticheat e nos preparar para implantar correções o mais rápido possível, se necessário.

O código-fonte obtido ilegalmente também inclui vários recursos experimentais. Embora esperemos que alguns desses modos de jogo e outras mudanças cheguem aos jogadores, a maior parte desse conteúdo está em protótipo e não há garantia de que será lançado.

Estamos comprometidos com a transparência e divulgaremos um relatório completo no futuro detalhando as técnicas dos invasores, as áreas onde os controles de segurança da Riot falharam e as medidas que estamos tomando para garantir que isso não aconteça novamente.

Fiz muito progresso desde a semana passada e acreditamos que consertaremos as coisas no final da semana, o que nos permitirá permanecer em nossa cadência regular de patches daqui para frente. As equipes de League e TFT irão atualizá-lo em breve sobre o que isso significa para cada jogo”.