A terceira divisão do Campeonato Brasileiro só começa em abril, mas as dificuldades impostas pela competição nacional já rendem assunto na Toca do Leão. Na última terça-feira (4), Alan Santos, primeiro reforço apresentado pelo clube rubro-negro, projetou os possíveis obstáculos no caminho do Vitória rumo ao acesso à Série B.

Em entrevista coletiva concedida na sala de imprensa do Vitória, no Barradão, o volante de 30 anos citou os péssimos gramados da Série C, como ponto de maior preocupação para a disputa do torneio que poderá recolocar o clube na segunda divisão do Brasileirão em 2023.

“Eu sei que vai ser complexo pegar gramados ruins, até pela minha carreira, né. Como eu falei, eu sou um jogador mais técnico do que marcador”, disse Alan Santos.

Para deixar claro que não vai parar diante dos obstáculos impostos pela Série C, o jogador citou o início da carreira, ainda nos campos de várzea.

"Já falei, também, que eu tive que me adaptar várias vezes na minha carreira. E eu sou das pedreiras, né? Minha favela era a que eu jogava. No campeonato, meu pai me falava: “Eu não quero que você jogue. Você não tem nada a ganhar aí, você só vai apanhar”. E eu disse: “Pai, eu preciso jogar aqui, porque vai me dar algo que, talvez, o Vitória não vai me dar. Então, se for precisar dessa pessoa, eu estarei lá, se precisar dar porrada, eu vou dar”, completou o volante.

A Série C do Campeonato Brasileiro está prevista para começar no dia 10 de abril. Antes desse importante e desafiador compromisso, o Vitória terá a disputa do Campeonato Baiano. A estreia do Rubro-Negro na temporada está marcada para dia 16 de janeiro, às 16h (horário de Brasília), contra a Juazeirense, no Barradão.