O Vasco da Gama não terá um de seus principais jogadores na próxima rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O meia Nenê levou cartão amarelo no empate, em 2 a 2, contra o Náutico, neste domingo, após reclamar com o árbitro e está suspenso. Após a partida, o técnico Fernando Diniz lamentou a perda de seu principal articulador.

"Acho que o maior prejuízo foi o cartão amarelo do Nenê. Ele simplesmente castigou quem estava tentando jogar o jogo todo. Uma hora o Nenê ia reclamar mesmo. O banco todo do Náutico foi reclamar com o Nenê, e ele se defendeu. E sem motivo o pessoal do Náutico. O jogo estava pegado, o Paulo (árbitro) estava deixando o jogo correr, e o Nenê estava sofrendo inúmeras faltas. O árbitro não tem que castigar quem está querendo jogar. Acho que o cartão do Nenê foi desnecessário", revelou Diniz.

Nenê chegou ao Vasco há pouco tempo e já se tornou o principal jogador da equipe. Desde seu retorno, ele marcou quatro gols em oito jogos, além de ter dado uma assistência direta. O veterano, de 40 anos, ainda tem participação "indireta" em diversos lances. No jogo deste domingo, no segundo gol, recebeu a bola de costas e deu passe de calcanhar para Marquinhos Gabriel cruzar e Cano empurrar para o fundo da rede. Diniz elogiou o camisa 77.

"O Nenê de fato tem sido o nosso grande protagonista, ele chegou de maneira especial, com intimidade com o nosso torcedor e com a instituição. Ele vem produzindo muito em todos os jogos. Tanto na questão de decidir os jogos, quanto na liderança e também na ajuda ao sistema defensivo. Eu já estou pensando, obviamente é muito precoce, mas temos algumas possibilidades. Durante a semana vou procurar escolher o substituto", exaltou o treinador.

O Vasco vai enfrentar o CSA na próxima sexta-feira, dia 29, às 21h30, pela 32ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, e sem a presença de Nenê. O cruzmaltino ocupa a sexta colocação na tabela de classificação, a cinco pontos da zona de acesso à Primeira Divisão.