O Vasco precisava vencer o Botafogo, em jogo realizado neste domingo (07), em São Januário, pela 34ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. No final da partida, o placar de 4 a 0 a favor do adversário e permanência, praticamente, decretada na Segunda Divisão, fato histórico na vida do Cruzmaltino.

Após o apito final, o meia Nenê, em entrevista a TV Globo, aos pontos, desabafou sobre todo o momento delicado vivido pelo Vasco neste momento. O veterano jogador retornou a São Januário no intuito de ajudar o clube na briga pelo acesso à Primeira Divisão, mas não conseguiu atingir o objetivo.

"A gente não está aqui de sacanagem. O grupo é bom. Estamos juntos aqui dentro. Ninguém está separado e temos que ter vergonha na cara mesmo. Estou assim porque é a segunda vez que venho ajudar e sinto que falhei. Mas Deus sabe de todas as coisas. Não vou abaixar a cabeça. Sei que dei tudo de mim e vou continuar dando até o último segundo. Vou ficar até o Vasco subir, igual da primeira vez", revelou Nenê.

Na entrevista, o jogador relembrou de sua primeira passagem pelo clube, quando foi contratado em 2015 para ajudar a equipe a se reerguer depois de uma primeira parte desastrosa na Série A. Se destacou, ao lado de Andrezinho e Jorge Henrique, mas não conseguiram manter o clube na elite do futebol brasileiro.

O Vasco terá pela frente o Vitória, na quarta-feira (10), às 21h30, em São Januário, pela 35ª rodada da Série B. O Cruzmaltino ocupa a nona colocação, com 47 pontos conquistados, a oito pontos do G-4.