O fantasma do rebaixamento assombra cada vez mais o Atlético-GO no Brasileirão. Sem vencer há seis jogos na Série A nacional, o Clube segue afundado na vice-lanterna da competição. Nos últimos seis compromissos, foram dois empates e quatro derrotas. Com a sequência negativa, o Dragão está cinco pontos atrás do Coritiba, primeiro time acima do Z-4.

E agora, o Clube começará uma sequência pesada para tentar sair das últimas posições da tabela. Os dois próximos jogos do Atlético-GO serão fora de casa, diante de Avaí e Corinthians. Apesar das 'pedreiras', o técnico Eduardo Baptista traçou uma meta 'ousada' para a equipe: pelo menos quatro pontos nesses dois jogos. 

"Seria uma boa pontuação, quatro pontos nesses dois jogos. Mas também tenho dito para eles que não adianta pensar tanto em pontuação. Temos que pensar no próximo jogo. Teremos um adversário duro, que é o Corinthians, jogando em casa. É sempre muito complicado, um time muito competitivo. Mas temos que ir lá buscar. Vamos treinar e nos preparar para isso. Depois pensar no jogo contra o Avaí. Contra o Corinthians, temos que pontuar", disse o treinador, em entrevista coletiva. 

Baptista ainda ressaltou a quantidade de partidas que o Dragão tem para tentar se livrar do rebaixamento: 11. Ele inclusive, fez um paralelo com a temporada passada, quando assumiu o Remo faltando apenas três jogos em busca da permanência na Série B. Não conseguiu. 

"Foi uma experiência de três jogos apenas. Agora nós temos mais, são 11 jogos ainda. Na época, logo depois acabei sendo campeão da Copa Verde em cima do Vila Nova. Então, talvez se eu tivesse tido tempo para trabalhar mais, seria interessante. Foram poucos dias. Aqui, a ideia é colocar quem está melhor para dar boa resposta nesse momento", finalizou o comandante goiano.