arrow_drop_down
search
Renato Padilha/AGIF

Futebol São Paulo

São Paulo avalia zagueiro Luiz Otávio, da Chape, e imposição na área deve valer R$ 3 milhões; números do beque na Série B animam

Defensor de 1,94m foi o líder de interceptações em média da Série B de 2020 e quer ganhar maior projeção na carreira. Tricolor de Hernán Crespo aparece como a principal "vitrine" até aqui

Bolavip

Renato Padilha/AGIF

Renato Padilha/AGIF

Não é novidade para o torcedor do São Paulo que Hernán Crespo pediu a contratação de um zagueiro para a temporada 2021. O jovem Diego Costa ainda mostra-se inconstante e Arboleda é constantemente assediado nas janelas internacionais. A direção entende que o equatoriano não é "insubstituível", por isso aceita negociá-lo dependendo da proposta. E se há chance de saída de um dos beques, o diretor Rui Costa está na luta para trazer uma reposição à altura.

Nesta quinta-feira (04), o jornalista Bruno Grossi, que cobre o São Paulo para o portal IESP, informou que Luiz Otávio, da Chapecoense, é uma das alternativas na pauta tricolor. O defensor de 28 anos foi o líder na média de interceptações por jogo na Série B de 2020 (mais de 5, segundo o site SofaScore) e foi uma das referências em bola aérea no sistema defensivo do clube catarinense.

Com 1,94m, Luiz Otávio ganhou 85% das disputas pelo alto, como indica o colega Pedro Nascimento. Ninguém no setor de Crespo hoje tem mais imposição física que o defensor da Chape, o que pode ser um ponto positivo para a sua contratação. Ele tem contrato na Arena Condá até dezembro e 70% dos seus direitos econômicos pertencem aos catarinenses.

Luiz Otávio foi um dos pilares da volta da Chape à Série A em 2021 (Foto: Renato Padilha/AGIF)

Há alguns dias, o Fortaleza chegou a oferecer uma proposta de R$ 500 mil, mas a Chapecoense recusou. De acordo com o repórter Eduardo Florão, do GloboEsporte.com, o próprio Luiz Otávio busca uma maior projeção na carreira, mas o Verdão do Oeste quer uma compensação financeira para liberá-lo.

Vale lembrar que a Chape investiu quase R$ 1 milhão em 2017 para adquirir os 70% do zagueiro junto à Luverdense. Segundo Florão, o clube de Chapecó trabalha na casa dos R$ 3 milhões para viabilizar o negócio. Além de Luiz Otávio, o São Paulo monitora as situações de Miranda, hoje sem clube, e Kanu, do Botafogo. 

Temas:

Leia também


Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.