Após a vitória do Santos diante da Juazeirense na Copa do Brasil, Diniz afirmou que conta com Kaio Jorge e não o afastará caso permaneça no clube até o fim do ano. O treinador também revelou que conversou com Kaio a respeito da sua transferência para a Juventus, da Itália, e o Menino da Vila confidenciou que não quer deixar o clube pela porta dos fundos.

O camisa 9 teria assinado um pré-contrato com o clube italiano - o que seria de desconhecimento do Peixe, segundo o diretor de futebol, André Mazzuco. O dirigente, aliás, afirma que aguarda um posicionamento do jogador sobre as tratativas com a Vecchia Signora. O Alvinegro, por sua vez, teria aceito uma proposta do Benfica, de Portugal.

Existem duas possibilidades na mesa do presidente Andrés Rueda: liberar Kaio de imediato e conseguir uma compensação financeira ou ficar com o jogador até o fim de dezembro e perdê-lo de graça a partir de janeiro de 2022. Enquanto negocia com a Juve, o Santos trata também da provável saída de Alison, desejado pelo Al-Hazem, dos Emirados Árabes.

"Recebemos uma proposta oficial de venda do Alison. Ele é um jogador que está desde os 11 anos no clube e deseja atuar fora do Brasil. Caso venha a se confirmar, será importante para ele. Nós fizemos uma contraproposta e estamos aguardando", disse Mazzuco em entrevista à 'A Tribuna'. O diretor também não descarta a possibilidade de reposição no setor.

"Temos um grupo de jogadores de qualidade, e temos atletas que podem ganhar mais espaço com as possíveis saídas. Porém, queremos ter um elenco forte como um todo. Por isso, não descartamos nenhuma vinda", concluiu o dirigente. A proposta inicial do Al-Hazem por Alisson foi de 800 mil dólares (R$ 4,1 milhões). O Santos tenta algo acima de 1 milhão de dólares (R$ 5,2 milhões).