O Atlético-MG se consagrou campeão do Campeonato Brasileiro Série A com duas rodadas de antecedência. Em Belo Horizonte, o clima é de festa, mas o clube mineiro ainda tem as finais da Copa do Brasil para disputar. Durante o percurso, alguns desafios foram encontrados. Em entrevista ao SportsCenter, da ESPN Brasil, o diretor de futebol Rodrigo Caetano falou sobre as dificuldades enfrentadas no caminho. 

“Nós tivemos uma regularidade no Campeonato Brasileiro todo e penso que talvez os maiores desafios tenham sido realmente após a nossa saída da Libertadores da América, da forma como foi: invictos e equipe de melhor campanha. Tivemos a necessidade de agir rápido e essa reação passava por enfrentar um grande adversário, que era o Internacional”, pontuou o dirigente. 

Caetano acrescentou: “Após nossa derrota para o Flamengo (por 1 a 0, no Maracanã), a possibilidade de uma aproximação deles, e nós tínhamos em casa o Grêmio, um adversário também muito difícil, a gente conseguiu vencer. Essa reação rápida em um campeonato que exige bastante regularidade acho que significou muito para a nossa conquista”, completou. 

A última rodada do BR21 está prevista para acontecer no dia 09 de dezembro (próxima quinta-feira), contra o Grêmio, às 21h30 (horário de Brasília), em Porto Alegre. O duelo não importa mais para o Alvinegro, que já ergueu o troféu. No entanto, para o Imortal pode valer a permanência na elite do futebol brasileiro, já que o clube está com a corda no pescoço e será rebaixado caso não vença. 

Na Copa do Brasil, os atleticanos jogam a ida no próximo domingo, dia 12, no Mineirão, às 17h30 (horário de Brasília). A volta acontece no dia 15 (quarta-feira), na Arena da Baixada, às 21h30 (horário de Brasília). Caso também seja campeão da CdB, o Atlético-MG enfrenta o Flamengo (vice-líder no Brasileirão) na finalíssima da Supercopa do Brasil.