O Bahia vai viver uma nova era enquanto time de futebol. Com a SAF vendida ao Grupo City, o Tricolor espera dar um salto na qualidade do elenco e também aproveitar melhor as oportunidades que podem surgir no mercado da bola. Vale lembrar que a próxima janela de transferências estará aberta entre os dias 11 de janeiro e 4 de abril.

Enquanto a janela segue fechada, o Esquadrão de Aço aproveita para discutir as permanências aprovadas na Fonte Nova. Embora a de Ricardo Goulart estivesse bem encaminhada na última semana, agora parece em standby. A diretoria foi atrás de outro negócio e avançou nos novos moldes do contrato. 

A bola da vez é Lucas Mugni. O argentino de 30 anos acertou seu “fico” em Salvador e vai assinar um contrato de dois anos com o Tricolor. A informação é do jornalista Jorge Nicola e já ganha os noticiários bahianos neste domingo (27). O camisa 19 atuou em 29 jogos na campanha de volta à Série A, sendo responsável por seis gols e quatro assistências. 

Além do vínculo, Mugni está ganhando uma valorização salarial e passará a embolsar na casa dos R$ 200 mil/mês. O hermano tem passagens por equipes como Flamengo e Sport Recife, dentre outros, antes de desembarcar em SA. O meia-atacante é versátil e apresenta recursos para jogar centralizado ou pela extremidade esquerda.