Quatro jogos movimentaram a quinta rodada da UEFA Nations League na tarde desta quinta-feira (22). Atual campeã mundial, a França derrotou a Áustria por 2 a 0, no Stade de France, e evitou um vexame: se perdesse em casa, a equipe francesa seria rebaixada à Liga B da competição europeia, com uma rodada de antecedência.

Pela mesma chave (Grupo 1), a atual vice-campeã do mundo, Croácia, bateu a Dinamarca pelo placar de 2 a 1 no Maksimir Stadium, em Zagreb. Já pelo Grupo 4, a Bélgica venceu País de Gales por 2 a 1, em Bruxelas, enquanto a Holanda foi até Varsóvia e fez 2 a 0 na Polônia. 

A penúltima rodada da Liga das Nações terá sequência nesta sexta-feira (23), com mais quatro partidas. Pelo Grupo 3, a Alemanha recebe a Hungria, em Leipzig, enquanto Itália e Inglaterra fazem clássico no Giuseppe Meazza, em Milão. Ambos os confrontos acontecem às 15h45. No sábado (24), mais quatro embates fecham a rodada: República Tcheca x Portugal e Espanha x Suíça, pelo Grupo 2.

Cinco jogadores brasileiros podem ir a campo nos dois próximos dois dias pela Liga A do torneio europeu. Quatro deles, já nesta sexta-feira (23) e outro no sábado (24). O número só não é maior porque Pepe se lesionou e foi cortado nesta quarta-feira (21). São quatro atletas nascidos no Brasil defendendo a Squadra Azzurra e outros dois vestindo a camisa de Portugal. Confira abaixo quem são os tupiniquins de origem vestindo as camisas de duas tradicionais seleções europeias:

 

Jorginho - o mais experiente ítalo brasileiro na Azzurra, Jorginho vive momento de baixa na carreira. O meio-campo foi um dos principais nomes na conquista da Eurocopa pela seleção italiana em 2021 e peça importante do Chelsea na caminhada até os Blues levantaram a Taça da Champions League 2020/2021. 

Porém, o jogador de 30 anos iniciou mal a atual temporada, assim como o Chelsea, que demitiu o treinador Thomas Tuchel. Natural de Imbituba (Santa Catarina), ele construiu toda a sua carreira no futebol italiano, desde as divisões de base.

Pepe - aos 39 anos e com mais de 100 jogos pela seleção de Portugal, o ex-zagueiro do Real Madrid se mantém como titular da equipe de Fernando Santos e pilar do sistema defensivo. Hoje jogador do Porto, ele caminha para a sua quarta Copa do Mundo. Por problemas físicos, o defensor acabou cortado da equipe lusitana nesta quarta-feira (21). No Brasil, atuou apenas na base do Corinthians-AL. O experiente atleta é natural de Maceió.

Emerson Palmieri - o lateral-esquerdo de 28 anos foi um dos brasileiros que movimentou a última janela europeia. O defensor fez o mesmo caminho do meia Lucas Paquetá. Eles disputaram a temporada passada pelo Lyon e agora vestem a camisa do West Ham. A diferença é que o lateral pertencia ao Chelsea e estava emprestado ao clube francês. Natural de Santos, Palmieri fez base e foi alçado ao profissional no Peixe, até se transferir para o Palermo, da Itália, em 2014.

Rafael Tolói - dos seis “infiltrados” brasileiros na Liga A da Nations League, Tolói é o jogador com mais rodagem e mais conhecido no futebol brasileiro. O zagueiro foi campeão Sul-Americano e vice-campeão Mundial Sub-20 com a Seleção Brasileira, em 2009. No mesmo ano, foi alçado ao time profissional do Goiás, onde fez base. Representou o Esmeraldino entre 2009 e 2012. Em 2012, se transferiu para o São Paulo. Por lá, no mesmo ano, foi campeão da Sul-Americana como titular.

Em 2015, foi vendido pelo Tricolor Paulista, ao Atalanta, onde joga até a temporada atual. Natural de Glória d'Oeste, no Mato Grosso, ele esteve no elenco campeão da Eurocopa pela Itália, ao lado de Palmieri e Jorginho.

Matheus Nunes - “Acho que vou ser mais feliz”. Essa foi a afirmação do jovem atleta em setembro do ano passado, quando atuava pelo Sporting, ao recusar convocação do técnico Tite e preterir a Seleção Brasileira para representar Portugal. Hoje com 24 anos e atuando no Wolverhampton, da Inglaterra, ele compõe o elenco de Fernando Santos na seleção portuguesa e por lá já soma oito jogos e um gol. 

Matheus Nunes é natural do Rio de Janeiro e construiu toda a sua trajetória no futebol em solo lusitano, desde a categoria Sub-15.

Luiz Felipe - o sonho de defender a Seleção Brasileira tomou rumos diferentes nos últimos meses. Luiz Felipe aceitou convite de Roberto Mancini em abril deste ano e optou por representar a seleção italiana. À época, o jogador de 25 anos era zagueiro da Lazio. Na temporada passada, recusou um chamado da Seleção Brasileira Olímpica - se fosse às Olimpíadas, não poderia mais jogar pela Squadra Azzurra. 

Hoje no Real Betis, da Espanha, ele defende a Itália na Nations League. Fez sua estreia pelo italiano em junho, pelo mesmo torneio europeu. Natural do município de Colina, em São Paulo, ele vestiu a camisa do Ituano antes de ser contratado pela Lazio, em 2016.