O Paris Saint-Germain não poderá contar com um dos seus diamantes no confronto fora de casa contra o Metz, nesta quarta-feira, 22, isso porque Lionel Messi não poderá colaborar com a equipe já que foi diagnosticado com uma contusão óssea no joelho direito. A informações foi dada em nota oficial emitida pelo próprio clube na manhã desta terça-feira, 21.

O jogador chegou mancando no centro de treinamento na ultima segunda-feira, 20, e dada a condição do jogador ele não participou dos trabalhos com a equipe. A lesão de Messi já era uma preocupação desde a partida contra a Venezuela quando o jogador defendia a seleção Argentina e acabou recebendo uma pancada de Luis Martínez. Ainda de acordo com o técnico Mauricio Pochettino, receoso com relação a suposta lesão ele optou pela substituição do jogador na reta final da partida contra o Lyon.

“É uma situação clara. Para explicar um pouco, vimos que ele estava sentindo dores no joelho. Depois de uma pancada, ele tocou o joelho. Ele teve um bom primeiro tempo, jogou 75 minutos. Depois de 75 minutos, com a informação que tínhamos, tomamos a decisão de mudar”, explicou o técnico durante coletiva.

Logo após a partida que encerrou com vitória por 2 x 1 para o PSG sobre o Lyon, o jogador foi submetido a exame de ressonância magnética que acabou identificando a lesão do astro. De acordo com o comunicado emitido hoje, o jogador deve passar por uma nova avaliação em 48 horas.

Além de Messi, a nota informou ainda que Marco Verratti, Sergio Ramos e Ismaël Gharbi permanecem realizando trabalhos de recuperação, sendo que Sergio Ramos e Ismaël realizam preparação individual e Verratti retomou a corrida no campo nesta terça-feira, e podem em breve estar a disposição de Pochettino.