Zé Roberto venceu o seu maior desafio desta temporada. Ele saiu do banco de reservas contra o Juventude e quebrou o seu próprio jejum de jogos, que já durava 13 partidas no Campeonato Brasileiro. Porém, mais uma vez, o Atlético-GO não sustentou a vantagem.

O time de Marcelo Cabo sofreu o empate no finalzinho do jogo e agora está há sete partidas consecutivas sem vitória na Série A. Não conquistar pontos importantes trouxe o time para próximo da zona do rebaixamento há poucas rodadas do final da competição.

Para Zé Roberto, a equipe vem jogando bem e é superior na maioria dos duelos que enfrentou. Porém, ele também acredita que faltou poder de decisão para matar os jogos e sair de campo, enfim, com uma vitória.

“Nesses empates, jogamos muito melhor do que os outros times. Contra o Santos, amassamos eles. O jogo contra o América-MG foi o mais complicado. O empate lá foi bom. Mas contra o Ceará e agora contra o Juventude fomos melhores. Mas é como o Marlon (Freitas) falou no vestiário. Não adianta a gente jogar bem. Temos que resolver. Transformar esse jogar bem em vitória. Mas estamos no caminho certo. Estamos jogando para ganhar todos os jogos”, disse.

“Vai ser extremamente complicado esse jogo contra a Chape. Sabemos como é o futebol. Vai ter gente ligando para lá, pedindo para que eles dificultem nossa vida também. Então, temos que entrar com a máxima atenção possível. Vai ser um jogo crucial pra gente. Esses empates que tivemos só vão valer algo se chegarmos lá e vencermos o jogo. Temos que fazer desse jogo uma decisão para o Atlético-GO. O ano foi bom no começo, mas não vai adiantar nada se não tivermos êxito no final”, complementou.

O Dragão enfrenta a Chape amanhã às 21h30, na Arena Condá.