Nesta quarta-feira (22), o Goiás enfrentou o Atlético Goianiense pela primeira partida das oitavas de final da Copa do Brasil. O time comandado por Jair Ventura saiu com um resultado importante ao conquistar um empate fora de casa. O confronto de volta está marcado para acontecer no dia 13 de julho, no Serra Dourada. 

 

 

Para Jair, seu time teve as melhores oportunidades, mas o Atlético controlou a partida: "O Atlético teve um pouco mais de posse de bola e nós tivemos as melhores oportunidades, acredito que foi um placar justo. O início do jogo foi um pouco truncado, mas depois o jogo ficou aberto e poderia ter sido qualquer placar para as duas equipes, ambas tiveram oportunidade e buscaram o gol", revelou o treinador em entrevista coletiva. 

 

 

Em outro momento, o treinador não conseguiu controlar o desabafo. Apesar de fazer essas 'reclamações' ao fim de quase toda partida, Jair Ventura parece cada vez estar mais incomodado com a situação dos desfalques do Esmeraldino. Os atacantes Luiz Filipe, Matheusinho, e o zagueiro Sidimar recentemente sofreram lesões que os tiraram da temporada. 

 

 

"Me faz perder o sono, faz aumentar os cabelos brancos, faz tudo. É horrível, para a vida do treinador é péssimo, porque quando você consegue os resultados, as pessoas vão relevando. Mas se os resultados não aparecerem, ninguém vai analisar as circunstâncias… E cadê os jogadores que eu não tenho mais?", disse Jair. 

 

 

Entretanto, o professor prometeu não 'entregar os pontos': "Hoje tenho menos sete ou oito jogadores, em relação ao dia em que cheguei. É lógico que ficamos cada vez mais fracos, temos menos opções. Mas não pensem que eu vou entregar o ‘boné’ por causa disso. Vou dar minha vida e fazer meu máximo para que o Goiás possa alcançar os seus objetivos”, concluiu o treinador.