Na noite desta quarta-feira (6), Chapecoense e Atlético-MG empataram em 2 a 2 na Arena Condá, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Galo abriu o placar aos 19 minutos, com Dylan Borrero, mas a Chape obteve o empate aos 28, em cabeçada de Geuvânio. No segundo tempo, Mike virou em cobrança de pênalti aos 25 e, aos 38, Eduardo Sasha deixou tudo igual.

O empate foi lamentado pelo atacante Hulk, que usou o cansaço como justificativa na entrevista pós-jogo: “Mesmo jogando fora de casa, é um empate amargo para a gente, queríamos ter somado mais três pontos, mas infelizmente não conseguimos. É chato, são muitos jogos, a gente veio de um esforço muito grande que é o jogo da Libertadores”.

Segundo ele, é a hora de seguir em frente e se preparar para o próximo jogo: “Psicologicamente todo mundo cansado, abatido depois da eliminação, e depois jogar contra o Internacional, em casa, em que o campo estava muito pesado, e outro campo pesado aqui hoje é difícil para a gente, mas temos que focar, daqui a 3, 4 dias temos um jogo importante, e temos que nos manter focados para ganhar o campeonato, que é o nosso objetivo”.

No último minuto, Hulk recebeu um passe de Hyoran, e acabou isolando a bola no momento do chute. Ele tentou se explicar: “É claro que o cansaço pesa um pouco. Se eu tivesse mais descansado, com a perna melhor, poderia ter definido melhor. Mas como eu falei, a perna pesa um pouco, muitos jogos, mas não tem que se apegar nisso, é continuar focado, continuar trabalhando, e manter o nosso foco, que é ser campeão. Com muita humildade e muito trabalho, vamos conseguir sim".

Com o tropeço, o Atlético-MG pode ver a distância para o vice-líder Palmeiras diminuir. O Verdão enfrenta o América-MG nesta quarta-feira (6), no Independência, às 21h30 (horário de Brasília). O Galo volta a campo neste sábado (9), contra o Ceará, em Belo Horizonte.