O Barcelona viveu uma temporada complicada em 2021/22. Eliminado ainda na primeira fase da Liga dos Campeões da Europa, o clube catalão também ficou pelo caminho na Liga Europa, caindo para o campeão Eintracht Frankfurt, nas quartas de final. No Campeonato Espanhol, o time teve que se recuperar para encerrar na segunda posição, 13 pontos atrás do rival Real Madrid.

A temporada ruim realizada pela equipe treinada pelo ex-meia Xavi irritou o presidente Joan Laporta. Em entrevista ao "L'Esportiu", o mandatário condenou atuações ruins contra equipe menos qualificadas e "atacou" o elenco. Sem esconder a decepção, Laporta afirmou que faltou atitude e caráter aos jogadores

"Termino a temporada preocupado e decepcionado. Decepcionado porque, embora tenha consciência de que tivemos lesões, não se pode perder para Cádiz, Rayo e Villarreal em casa. Estou decepcionado com a atitude da equipe. Sofri tanto ou mais que Xavi por causa dessa falta de caráter. Não entendo e foi uma grande decepção", disse o presidente. 

Com mais uma janela de transferências se aproximando, o Barcelona vai atrás de reforços e o nome de Neymar, como já é de praxe, vem sendo especulado. "É um jogador excepcional. Ele tem contrato com o PSG, faltam quatro ou cinco anos (...) Todos esses jogadores que um dia voltarão ao Barça devem vir de graça. Não estamos em condições de fazer uma transação de compra que possa custar a transferência desses jogadores. Mas mesmo que tivéssemos as enseadas, não faríamos isso. Seria irracional", comentou.

Já com relação a Dani Alves, o mandatário não garantiu a permanência do medalhão. "São decisões técnicas que tanto a secretaria técnica quanto o treinador vão acabar tomando. Estamos muito satisfeitos com o desempenho, a atmosfera que criou e como ajudou os jovens (...) O objetivo de Dani é jogar a Copa do Mundo. Se você não tiver minutos com a previsão que estamos fazendo para a próxima temporada, sua presença poderá ser prejudicada. Deve ser valorizado pelos técnicos", completou Laporta.