O Corinthians tenta equilibrar o desempenho dentro de campo com os avanços obtidos pela diretoria recentemente. Ainda sem apresentar um futebol que convença o torcedor, o Timão confirmou nas últimas semanas a contratação de Renato Augusto e Giuliano. A dupla ainda não reúne condições de atuar, mas já está treinando junto com o elenco comandado por Sylvinho.

Além dos meias, a diretoria corinthiana busca fechar com Roger Guedes. O atacante ainda tenta desfazer o contrato com o Shandong Luneng, da China, para poder avançar nas tratativas com o Alvinegro. Não há nada certo entre as partes - oficialmente falando, mas o atleta 'instiga' a torcida com indiretas sobre uma possível vinda ao Parque São Jorge.

Recentemente, Roberto de Andrade, diretor de futebol do Corinthians, deu entrevista à Rádio Bandeirantes e atualizou a situação. O dirigente afirma que o Shandong não está facilitando a liberação de Guedes e que o Timão só irá avançar quando o jogador conseguir 'se livrar' do clube chinês. Além do atacante, a diretoria alvinegra busca resolver a situação de outro atleta.

No mês passado, o zagueiro Danilo Avelar se envolveu em um episódio de racismo em um chat de um jogo virtual. O atleta se posicionou nas redes sociais e assumiu ter sido o autor do comentário preconceituoso. O Corinthians, por sua vez, publicou uma nota afirmando que o contrato do defensor seria rescindido por entender que não teria 'clima' para a permanência.

Em entrevista à Rádio Futebol Capital, o presidente Duílio Monteiro Alves afirmou que o jogador ainda pertence ao Corinthians porque trata uma lesão. Além disso, o mandatário recorda que no comunicado sobre a rescisão foi dito que seria procurada uma melhor forma para o destrato e isso ainda está sendo estudado pela direção corinthiana.