Não se fala em outra coisa nos bastidores do Santos além da situação envolvendo Kaio Jorge. O atacante, com vínculo até dezembro deste ano, teria assinado um pré-contrato com a Juventus, da Itália, assim podendo deixar o Peixe de graça a partir de janeiro. No entanto, a diretoria santista negocia com uma liberação imediata com compensação financeira.

Para ter Kaio de imediato, a Juventus oferece 2 milhões de euros (R$ 12 milhões na cotação atual). O Santos tenta convencer os italianos a aumentarem a proposta. Enquanto as tratativas rolam, o atacante segue afastado. Não atuou diante da Juazeirense na Copa do Brasil e também está fora da lista de relacionados de Fernando Diniz para encarar a Chapecoense.

Outro que desfalcará o Peixe é Alison, também envolvido em uma negociação. O volante é desejado pelo Al-Hazem, dos Emirados Árabes. Além da dupla que deve deixar a Vila Belmiro em breve, Diniz terá mais problemas para escalar o time que enfrenta a Chape, no domingo (01), fora de casa, pelo Brasileirão. O atacante Marinho é ausência certa para o duelo.

Segundo informações do jornalista Lucas Musetti, da Gazeta Esportiva, Marcos Leonardo deve entrar na vaga do camisa 11 no ataque. O zagueiro Danilo Boza, que poderia ser opção no banco para Luiz Felipe e Kaiky, sentiu um desconforto na coxa e sequer viajou para Chapecó. No meio campo, Camacho volta no lugar de Gabriel Pirani.

O provável Santos que enfrenta o Verdão D'Oeste é o seguinte: João Paulo, Madson, Luiz Felipe, Kaiky e Felipe Jonatan; Camacho, Jean Mota e Carlos Sánchez; Marcos Guilherme, Lucas Braga e Marcos Leonardo. O Santos só retorna à Baixada Santista na sexta-feira (5), isso porque viaja para Juazeiro para o jogo de volta da Copa do Brasil.