arrow_drop_down
search
Santos v Independiente - Copa CONMEBOL Libertadores 2018

Futebol Santos

Derlis González envolve 3 clubes em "saia justa" e seu futuro é incerto para 2020

O atacante de 25 anos quer voltar a jogar no Paraguai, onde passa férias com a família. Entretanto, seus direitos são do Dínamo de Kiev. O clube ucraniano afirmou não querer emprestar o atacante para outra equipe que não seja o Santos e só demonstra vontade em negociação de venda.

Bolavip

Santos v Independiente - Copa CONMEBOL Libertadores 2018

Santos v Independiente - Copa CONMEBOL Libertadores 2018 (Foto: 2018 Getty Images, Getty Images South America)

Após o término do Brasileirão, o Santos constatou carência em quase todos os setores do clube. Jorge Sampaoli, que saiu do clube, deixou um legado para a torcida, diretoria e envolvidos que acompanham o cotidiano do Alvinegro Praiano. O Peixe tenta manter a base do elenco, mesmo sem participar ativamente no mercado de transferências. Para que decisões possam ser acertadas, primeiro o clube deve assinar com algum treinador.

Derli não sabe onde quer ficar, mas Dínamo transparece o laudo 

Em contrapartida, o atacante Derlis González negociava com o Olímpia, do Paraguai, para acertar empréstimo que duraria até dezembro de 2020. No entanto, o Dínamo de Kiev, da Ucrânia, vetou as negociações. Os ucranianos, detentores dos direitos federativos de Derlis, afirmam que só aceitam negociar o atleta em definitivo, ou seja, à alguém que tenha interesse na compra. Caso não apareça nenhuma proposta, o Dínamo prefere que o paraguaio permaneça no Santos pela vitrine do futebol brasileiro.

Derlis está curtindo as férias com a família no Paraguai e não pretende voltar à Vila Belmiro para a próxima temporada. O jogador de 25 anos não ficou satisfeito com a falta de oportunidades que teve com Sampaoli e, devido a situação financeira do Santos, ainda teve que lidar com atraso no pagamento dos direitos de imagem.

Entre o atacante e a equipe brasileira estava tudo acordado. Até houve um acordo amigável para que o jogador pudesse deixar o clube sem a necessidade de multa. O contrato com o Santos acaba junto com o contrato com o Dínamo de Kiev, em junho de 2020. A partir de agora, a situação fica em aberto. Na atual conjuntura, a tendência é que o camisa 17 volte à Baixada Santista para se reapresentar, em janeiro.

Temas:

  • Santos
  • Olímpia
  • Dínamo de Kiev

Leia também


Comentários

Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.