O Atlético-MG é bicampeão brasileiro. 50 anos depois do primeiro título, o Galo Doido fez o Brasil ficar preto e branco novamente. Os atleticanos amanheceram nesta sexta-feira (3) em festa, que poderá ser prolongada em caso de título na Copa do Brasil; as finais do torneio acontecem nos dias 12 (Mineirão) e 15 de dezembro (Arena da Baixada). 

Contra o Athletico-PR, que luta contra o rebaixamento à segunda divisão nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro Série A, o Alvinegro faz a finalíssima do torneio organizado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Já classificado à Supercopa do Brasil, o clube de Belo Horizonte conheceu as condições da disputa caso também vença a CdB. 

O regulamento da Supercopa prevê que os campeões do Brasileirão e da Copa se enfrentem em jogo único, em estádio neutro. Mas, e se o Atlético ganhar as duas competições (BR21 e CdB)? Neste caso, o adversário seria o 2º colocado do Campeonato Brasileiro, que no caso é o Flamengo (vice-campeão da Libertadores). 

Em contrapartida, se o Furacão for o campeão da Copa do Brasil, o planejamento segue o mesmo e novamente as equipes irão se enfrentar na Supercopa, vencida pelo Fla nas últimas duas temporadas - uma delas justamente frente ao time paranaense. A CBF ainda não definiu qual será a premiação da edição 2022, tampouco data e local do duelo.