Após bom início de Campeonato Brasileiro, em que ocupou lugar no G-4, o Coritiba vai convivendo agora perigosamente perto da zona de rebaixamento. A derrota por 2 a 1, de virada, para o Santos no Couto Pereira, na última segunda-feira (8), empurrou o Coxa para o 15º lugar da tabela, com 22 pontos, somente um acima do Z-4. 

Muitos torcedores do Coxa vêm questionando algumas escolhas do técnico Gustavo Morínigo, um dos mais longevos em atividade no Brasil. Um dos temas que mais repercutem entre os torcedores é a não utilização do volante Matías Galarza, emprestado pelo Vasco até o fim da temporada. Até o momento, o paraguaio só jogou seis partidas na Série A. 

De acordo com informações do portal "Coxa News", que cobre diariamente o ambiente no CT da Graciosa, o motivo da ausência constante de Galarza "seria a contratação de mais jogadores para posição. Galarza tem seis jogos pelo Coritiba no Brasileirão, alternando entre momentos bons e ruins", completou os colegas paranaenses. 

Aos 20 anos, Galarza foi cedido pelo Vasco ao Coritiba em abril, mas com potencial para render na Série A. O paraguaio não foi chamado por Morínigo sequer para o banco nas últimas duas partidas, porém oficialmente o Coxa mantém o vínculo com o jogador até dezembro. De acordo com a direção coxa-branca, a ausência do volante se dá por questões técnicas da comissão.