Depois de ser eliminado nas quartas de final da Copa Sul-Americana para o São Paulo, nos pênaltis, na última quarta-feira (10), o Ceará voltou a campo no domingo (14), em partida válida pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro, e foi derrotado no clássico diante do maior rival, o Fortaleza, por 1 a 0. Com quatro rodadas do nacional sem vitórias, o técnico Marquinhos Santos foi demitido do clube.

Com o momento ruim, o elenco voltou a treinar no Porangabuçu, mas não teve tranquilidade. Isso porque na tarde desta terça-feira (16), o treino do Ceará foi interrompido depois de ter rojão jogado dentro do estacionamento do clube. De acordo com a informação do Globo Esporte, que tinha repórteres presentes para ver as atividades, a polícia foi acionada por conta do incidente e os atletas evacuados.

Ainda segundo o GE, nenhum jogador ou funcionário do clube cearense ficou ferido e os jornalistas foram retirados do local depois do episódio. Os jogadores deixaram o gramado correndo e os filhos do jogador Jhon Vásquez, que estavam presentes, se assustaram. Alguns minutos depois e com a situação “tranquilizada”, o elenco do Vozão voltou ao CT e o treino foi reiniciado normalmente.

Depois de ter demitido Marquinhos Santos, o Ceará ainda segue na busca para encontrar um novo treinador para o restante da temporada, mas não tem tido sucesso. O clube recebeu respostas negativas às seis sondagens que tem feito até o momento. O alvinegro ainda não venceu no returno e ocupa a 14ª posição do Brasileirão, com 25 pontos, somente dois à frente do Avaí, que abre a zona de rebaixamento.