arrow_drop_down
search
Foto: Kely Pereira/AGIF

Futebol Ceará

Ceará perde a chance de conquistar Nordestão pela terceira vez e Guto aponta “detalhes” da derrota; partida terminou com briga generalizada

Guto valorizou a equipe na derrota do Vozão nos pênaltis. Partida terminou com troca de socos entre os jogadores das duas equipes

Bolavip

Foto: Kely Pereira/AGIF

Foto: Kely Pereira/AGIF

Neste sábado (8), o Vozão perdeu a decisão da Copa do Nordeste para o Bahia e não conseguiu conquistar seu terceiro título da Lampions. A partida terminou 2 a 1 para o Bahia nos 90 minutos e foi para a disputa de pênaltis. Nas cobranças, o Tricolor baiano venceu por 4 a 2. Após a partida, o técnico Guto Ferreira concedeu entrevista e comentou sobre o resultado:

“Acho que foi uma campanha decidida nos detalhes dessa partida. Tivemos alguns erros. Outros que não foram nossos. E teve méritos da equipe do Bahia, que aproveitou os momentos e fez os gols. A gente segue com campanhas positivas e tem que seguir para passar as etapas dessas competições”, declarou o treinador do Ceará.

Com a vitória do Bahia no tempo regulamentar, caiu a invencibilidade do Ceará que já durava 23 jogos na Copa do Nordeste. Guto apontou o que determinou o resultado do jogo. Na avaliação do treinador, “detalhes” acabaram pesando dentro de uma disputa muito competitivas nos dois jogos da final. O comandante também falou sobre o fato da defesa, que estava invicta há tempos ter sido vazada justamente na final do Nordestão:

“Duas partidas muito equilibradas. Detalhes acabaram fazendo com que a gente levasse os gols. Detalhes de interpretação. É vida que segue. Temos que sair de cabeça erguida por tudo que o grupo vem trabalhando. É um grupo que trabalha muito, busca o tempo todo. Hoje não foi feliz. Há muito jogos não levávamos gols. E infelizmente levamos dois. Acho que o segundo foi um pouco resultado do primeiro, de jogar final, de buscar resultado. Acabou tendo uma desatenção que provocou o segundo gol. Fomos para cima, estivemos próximos do empate, mas não aconteceu. Fomos para os pênaltis e méritos para o Bahia”, finalizou Guto.

Briga generalizada no término da Final

Após as cobranças de pênaltis, os jogadores das duas equipes protagonizaram um tumulto, com briga envolvendo diversas agressões. A confusão generalizada pode resultar em punições aos envolvidos.

Temas:

Leia também


Cadastre-se

Você pode receber as últimas notícias na sua caixa de E-mail.