Fluminense e Internacional entraram em campo na noite desta quarta-feira (24), num jogo de "seis pontos", com o mesmo objetivo: se manterem vivos na luta por uma vaga na Copa Libertadores de 2022. Melhor para o Tricolor. Em partida realizada no Maracanã, o time da casa venceu, com gol de Fred, pela 35ª rodada do Brasileirão.

Com o resultado, o Fluminense se manteve na sétima colocação, agora, com 51 pontos conquistados, dois a menos que o Corinthians, na quarta posição. Já o Internacional também não subiu e nem desceu. Continuou na oitava posição, com os mesmos 47 pontos, com quatro a menos que o próprio clube carioca.

O primeiro tempo nem teve tempo de "começar" e já determinou o resultado final da partida. Logo com um minuto, o Fluminense teve um pênalti a seu favor, após toque de mão de Bruno Méndez. Fred foi para a bola e balançou as redes. Depois disso, um domínio quase que absoluto do Colorado, que levou perigo, mas parou em noite inspirada de Marcos Felipe.

A segunda etapa não poderia ter sido tão diferente. O Internacional continuou na busca pelo gol de empate e chegou a mudar seu esquema - Aguirre começou a partida com três zagueiros - para ter mais jogadores ofensivos. Não deu certo. O Colorado até teve mais chances, chegou mais vezes, mas não finalizou com efetividade. Além disso, proporcionou diversos contra-ataques ao Fluminense, que não soube aproveitar as chances, mesmo que não tenha precisado. No final, o lateral-esquerdo Paulo Victor ainda acabou expulso.

O destaque da partida vai para a torcida do Fluminense. Depois dos pedidos de atletas e treinador para o apoio, mesmo com a inconstância da equipe, os torcedores compareceram e apoiaram a equipe a todo momento, fazendo uma grande festa. O setor defensivo do Tricolor também se destacou no jogo.

O Fluminense volta a campo no domingo, dia 28, para enfrentar o líder Atlético-MG, no Mineirão, às 16h, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já o Internacional terá o Santos pela frente, em Porto Alegre, às 19h, no mesmo dia e também pela rodada 36.