A situação entre Cristiano Ronaldo e Manchester United está cada vez pior. Após viver instabilidades com o técnico Erik tem Hag, o português sela o fim do seu ciclo com o Clube Inglês em uma entrevista que vem dando o que falar. Apesar de ainda ter vínculo com os Red Devils, CR7 falou abertamente sobre a vontade da equipe inglesa em demití-lo.

 

 

E não para por aí, Cristiano entregou que algumas pessoas de dentro do Manchester United estão conspirando contra ele. Outro nome citado por Ronaldo foi o do ex-companheiro de time Wayne Rooney. Segundo o português, o histórico atacante da Seleção Inglesa tem inveja dele. Essas e outras falas polêmicas foram confidenciadas ao jornalista Piers Morgan, do jornal The Sun.

“Não apenas o técnico, mas outros dois ou três caras que estão em torno do Clube. Honestamente, eu não deveria falar isso. Não sei, mas olha, eu não ligo. As pessoas deveriam sempre ouvir a verdade. Sobre o Rooney, não sei porque ele me critica tanto, talvez porque ele terminou a carreira e eu ainda estou jogando em alto nível”, afirmou Cristiano Ronaldo.

 

 

Outra situação que Cristiano Ronaldo revelou na entrevista foi a vontade de algumas pessoas do Clube em liberar ele nas últimas temporadas. Além de insistir que houve uma ‘traição’, o português ainda admitiu que a relação com Erik tem Hag vai tão mal, que não existe mais respeito de nenhuma das partes.  

“Sim, eu me sinto traído. Eu senti que algumas pessoas não me queriam aqui, não apenas neste ano, mas no ano passado também. O Manchester United me traiu. Eu me tornei ovelha negra. Não respeito Erik ten Hag. Eu não tenho respeito por ele porque ele não mostra respeito por mim. Se você não tem respeito por mim, eu nunca terei respeito por você", desabafou o craque português.