Na tarde deste sábado (20), o Athletico conquistou o bicampeonato da Copa Sul-Americana ao vencer o RB Bragantino por 1 a 0 no Estádio Centenário, em Montevidéu. O gol foi marcado por Nikão, aos 28 minutos do primeiro tempo. Essa conquista se junta à de 2018, e o Furacão empata com Boca Juniors e Independiente como maiores campeões do torneio.

Quem começou tomando a iniciativa foi o Massa Bruta. Mesmo com a atmosfera do estádio mais favorável ao Athletico, a equipe paulista ocupou o campo de ataque. Porém, as finalizações não eram no alvo, e a equipe assustou apenas aos 19 minutos. Cuello cobrou escanteio fechado e obrigou uma boa defesa de Santos.

Depois, o argentino chutou colocado, mandando a bola à esquerda do gol. Aos poucos, o Furacão foi se encontrando no jogo. Aos 21, Terans chutou com perigo. Sete minutos depois, a equipe conseguiu abrir o placar. A jogada começou com Pedro Henrique, que tocou para Terans do lado esquerdo. O uruguaio chutou, Cleiton deu rebote, e Nikão finalizou de voleio, contando com um auxílio da trave direita.

No segundo tempo, o RB Bragantino voltou com mais iniciativa, por precisar do resultado. A primeira chance, porém, foi do Athletico. Aos 3 minutos, Thiago Heleno finalizou mascado de dentro da área, para uma defesa tranquila de Cleiton. Aos 20, Praxedes ajeitou para Artur, que chutou de primeira, à direita do gol de Santos.

Alberto Valentim mexeu no time para explorar mais os contra-ataques, promovendo a entrada de Pedro Rocha na vaga de Renato Kayzer. O Massa Bruta seguiu trocando passes no ataque, mas esbarrou no bom sistema defensivo do Athletico. Aos 35 minutos, Maurício Barbieri colocou dois atacantes: Gabriel Novaes e Alerrandro, substituindo Cuello e Praxedes.

Aos 37, o camisa 9 teve uma primeira tentativa, cabeceando para fora um cruzamento de Luan Cândido pela esquerda. Aos 41, mais uma chance perigosa do RB Bragantino: após cobrança de escanteio de Artur pela direita, Léo Ortiz cabeceou na primeira trave, e mandou para fora. Em outro tiro de canto nos acréscimos, Leandrinho também cabeceou para fora.