Aos 36 anos de idade, Thiago Ribeiro ainda tem lenha para queimar no futebol brasileiro. Com passagens marcantes por São Paulo, Cruzeiro, Santos e Atlético-MG, o atacante está atualmente no Londrina, que disputa a Série B, onde já disputou nove jogos. Após se recuperar de uma grave lesão no joelho, o veterano quer provar que pode seguir atuando em alto nível por mais alguns anos, e, inclusive, busca retornar aos times de ponta do país.

Em entrevista exclusiva ao Bolavip Brasil, o atacante relembrou do momento mais triste que viveu com a camisa do Cruzeiro, lamentando o vice na Libertadores 2009: “Tínhamos tudo para ser campeões aquele ano: jogando o segundo jogo em casa, estádio lotado, empate no jogo da ida, só precisava ganhar o jogo para ser campeão, ou seja, estava nas nossas mãos o título mas infelizmente deixamos escapar. Até hoje dói. Isso te marca pelo resto da vida”, disse o atacante.

Como citado por Thiago Ribeiro, a Raposa conseguiu segurar o empate em 0 a 0 na Argentina, porém, perdeu para o Estudiantes por 2 a 1, de virada, no Mineirão, e ficou sem a taça continental em 2009. No ano seguinte, o atacante foi o artilheiro da Copa Libertadores, também pelo Cruzeiro, com oito gols marcados, além de conquistar o vice-campeonato brasileiro, vencido pelo Flamengo. Agora, o jogador de 36 anos quer seguir adiante na carreira.

Thiago Ribeiro garantiu que está bem fisicamente e tem potencial para voltar a jogar pelos grandes times no Brasil, estipulando metas antes da aposentadoria: “Pretendo jogar pelo menos até os 40 anos. Meu objetivo agora é ajudar o Londrina, e depois, pretendo ainda voltar a jogar em um grande clube do Brasil. Também quero jogar pelo menos mais um ano no exterior”, finalizou o atacante, que também passou pelo Cagliari, da Itália, entre 2011 e 2013.