A eliminação do Brasil para a Bélgica, quase quatro anos atrás, na Copa do Mundo disputada na Rússia, ainda ecoa de forma impactante no país. Depois de todo um ciclo, com uma nova edição do Mundial se aproximando, um nome importante daquele duelo falou sobre a visão de cada um dos times nos dias atuais.

Algoz brasileiro nas quartas de final em 2018, o meia Kevin De Bruyne destacou Brasil e Bélgica em patamares diferentes para o Mundial que ocorrerá neste ano, no Catar, entre novembro e dezembro. Em entrevista à TNT Sports, o craque do Manchester City colocou a Amarelinha como uma das favoritas ao título.

O Brasil é sempre um dos favoritos, tem uma grande equipe. Sobre a Bélgica, nós perdemos alguns jogadores, que se aposentaram da seleção, mas temos um grande time. Acho que estamos correndo por fora, mas somos concorrentes. Mas vamos dar o máximo. Estou bastante ansioso”, analisa De Bruyne.

Destaque do Manchester City na vitória apertada por 1 a 0 sobre o Atlético de Madrid, na última terça-feira (5), pela ida das quartas de final da Liga dos Campeões, De Bruyne é a maior esperança belga na Copa do Mundo. Com Hazard e Lukaku vivendo momento de instabilidade em seus respectivos Clubes, o meia do City é a única referência que segue em alta.

Em 2022, o meia já tem sete gols e seis assistências em 14 partidas pelo Manchester City, que, além da Liga dos Campeões, também luta pelos títulos da Copa da Inglaterra, em que terá o Liverpool na semifinal, e também do Campeonato Inglês, em que também tem o Liverpool como rival no fim de semana e na disputa de modo geral, com um ponto a mais que os Reds na tabela.